BIBLIOTECAS DAS ESCOLAS DE MONTE GORDO/SANTO ANTÓNIO

28
Mar 11

      Os alunos de Expressão Artística do Curso de Animação Sócio-cultural (10.º102) da Escola Secundária de VRSA, coordenados pela Professora Helena Gomes, deram a sua preciosa contribuição para a nossa Semana da Leitura, através de um delicioso Teatro de Fantoches que deixou os alunos do Pré-escolar maravilhados com os contos "A Pequena Sereia" e "A Bela e o Monstro".

      No final, antes de confraternizarem com os alunos que criaram, adaptaram, encenaram e deram voz aos fantoches, os mais pequenos ainda tiveram a responsabilidade de avaliar a performance - ADORARAM!

 

 
publicado por bibliocentro às 11:38
sinto-me:

25
Mar 11

      No dia da Árvore e da Poesia, como acto oficial e simbólico de início da Primavera e da Semana da Leitura, os alunos do 5.ºH e do 6.ºH, orientados pelo Professor Vitor Cardeira, "plantaram" uma árvore de poemas na nossa Biblioteca. É com espanto e agrado que todos a olham e lêem.

 

 

      Numa profícua e interessante articulação curricular entre Língua Portuguesa e Educação Visual, sob orientação das Professoras Carla Santos e Isabel Silva, os alunos do 8.ºE começaram por escolher e trabalhar um poema, a cujas palavras e ideias associaram imagens e sensações. O resultado final tem sido admirado por todos quantos entram na Biblioteca.

 

 

      Os alunos do 6.ºG, a pedido do Professor Luís Arquilino, criaram um bouquet de poemas, que convida todos os frequentadores da Biblioteca a encontrar aquele que mais lhe agrada.

 

 

      Os alunos do 6.ºH, ainda no âmbito da semana da leitura, realizaram cartazes para o Professor Vitor Cardeira sobre a obra de António Aleixo.

 

publicado por bibliocentro às 09:56
sinto-me:

24
Mar 11

      No seu belíssimo contributo para a Semana da Leitura, os alunos do Storytelling Club, coordenados pela Professora Lívia Folgado, dramatizaram o conto "Sentimento", de Carl Norac e Rébk Dautremer. Todas as turmas do 1.º ciclo, divididas em 3 sessões, participaram neste momento, onde a simplicidade, o encanto e o sentimento marcaram presença.

 

 

 

      Estão verdadeiramente de parabéns: os narradores -  Ricardo Morgado (6.ºH),  Marco Paz (9.ºE) e Andreia Correia (8.ºE);o elenco - Dragos Dordea , Inês Barata,  Telmo Madeira, Miguel Fernandes, Nelson Ferreira, Inês Botequilha, Tatiana Piquete e Tatiana Estevão (9.ºE); os "técnicos de imagem" - João Gonçalves e Iara Grego (9.ºE); e a encenadora - Professora Lívia Folgado.

      Obrigada!

publicado por bibliocentro às 15:26
sinto-me:

      Perante uma plateia em festa, vários alunos destacados como os melhores leitores da escola receberam livros, um diploma e muitos aplausos. Ficou a mensagem que vale a pena ler, que ler é sinónimo de prazer, aprender e crescer e que os livros, mais que um prémio, podem ser companhia, descoberta, emoções  e/ou ideias.

 

 
      No fim, o Henrrique Ferreira, do 8.ºE, partilhou o poema que lhe valeu o 1.º prémio no Concurso de Escrita lançado no Mês das Bibliotecas Escolares que decorreu sob o mote "DESAFIO, MUDANÇA, DIVERSIDADE" e que aqui fica registado:
 
A Nossa Biblioteca
 
A nossa Biblioteca
Tem muita diversidade
Mais que outra escola
Ou até universidade
 
Para todos os da Biblioteca
Tomar conta dela é um desafio
Os alunos dão-lhes cabo da cabeça
Não aguentam nem mais um pio
 
Vamos a correr para a Biblioteca
Porque quem corre por gosto não cansa
Talvez se formos muitos
Consigamos fazer a mudança
 
Não desistam
Ainda há esperança
Porque para nós
Está na hora da mudança
 
A melhor Biblioteca do mundo inteiro
É melhor que o meu feitio
Para mim, dizer isto
É um grande desafio
 
Vou à Biblioteca
Com muita regularidade
Porque em filmes e livros
Tem uma grande diversidade
 
Qualquer um dos monitores
A sua tarefa cumpriu
Apesar de, para eles,
Ser um grande desafio
 
Se há coisa que a Biblioteca não precisa
É de muita mudança
Porque assim como estamos
No ranking estaremos na liderança!
 
Escrever este poema
Com tanta diversidade
Foi um desafio muito grande
Para a minha pouca idade!
publicado por bibliocentro às 11:29
sinto-me:

23
Mar 11

É com um enorme orgulho e prazer que hoje irei premiar estes alunos. Têm sido uns excelentes leitores, partilhando a paixão pela leitura, preenchendo os seus tempos livres com poesia, aventura, fantasia, suspense, esperança, saber, inspiração e/ou romance. Certamente vêem enriquecidas as suas mentes!

publicado por bibliocentro às 10:28
sinto-me:

22
Mar 11

Celebrando a Semana da Leitura, não podia faltar uma "Hora do Conto". Hoje, os meninos do 3.ºI e do Pré-escolar A deleitaram-se com a história que a Joana Neiva (da Biblioteca Municipal Vicente Campinas) contou e recontou, descobrindo o Tesouro dos 5 sentidos e aprendendo que o coração e os sentimentos também podem ser um modo de apreender o mundo.

 

 
publicado por bibliocentro às 15:30
sinto-me:

21
Mar 11

 
Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.
 
Alexandre O'Neill
publicado por bibliocentro às 13:17
sinto-me:

17
Mar 11

Está a chegar a SEMANA DA LEITURA!

De 21 a 25 de Março serão várias as actividades a decorrer nas escolas de Monte Gordo, celebrando a paixão pela leitura.

 

O cartaz foi criado pelo Professor Nuno Martins.

publicado por bibliocentro às 11:21
sinto-me:

15
Mar 11

         Os alunos do 7.ºE e F, orientados pela Professora Eva Viegas, realizaram pesquisas e trabalhos sobre a Exploração Espacial, que enriqueceram com a elaboração de maquetas alusivas ao tema e que estão em exposição na nossa Biblioteca. A imaginação e habilidade demonstradas surpreendem todos os que visionam a exposição.

 

bibliocentro

 

         Do nosso pequeno mundo, observámos o oceano cósmico por incontáveis milhares de anos. Astrónomos antigos observaram pontos de luz que pareciam mover-se entre as estrelas. Chamaram a esses objectos planetas, o que significa "vagabundos", e deram-lhes os nomes de deuses romanos - Júpiter, rei dos deuses; Marte, o deus da guerra; Mercúrio, mensageiro dos deuses; Vénus, a deusa do amor e da beleza, e Saturno, pai de Júpiter e deus da agricultura. Os observadores das estrelas também observaram cometas com caudas faiscantes, e meteoros ou estrelas cadentes aparentemente caindo do céu.

         A ciência floresceu durante o Renascimento Europeu. Descobriram-se leis físicas fundamentais que governam os movimentos planetários e as órbitas dos planetas à volta do Sol foram calculadas. No séc. XVII, astrónomos apontaram um novo dispositivo, chamado telescópio, para os céus e fizeram descobertas surpreendentes.

        Mas os anos posteriores a 1959 formaram uma idade de ouro na exploração do sistema solar. Avanços em foguetes após a Segunda Guerra Mundial permitiram que as nossas máquinas quebrassem a barreira da gravidade terrestre e viajassem até à Lua e a outros planetas.

        Enviámos naves espaciais automatizadas, depois expedições tripuladas por humanos, para explorar a Lua. As nossas máquinas automáticas orbitaram e poisaram em Vénus e em Marte, exploraram o ambiente do Sol, observaram cometas e asteróides, e realizaram estudos a curta distância enquanto passavam perto de Mercúrio, Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno.

        Estes viajantes trouxeram um grande avanço ao nosso conhecimento e entendimento do sistema solar. Com ajuda da vista electrónica e de outros "sentidos" das nossas sondas automatizadas, foram dadas cores e complexidade aos mundos que durante séculos apareciam aos olhos terrestres como discos manchados ou pontos indistintos de luz. Foram descobertas dezenas de objectos anteriormente desconhecidos.

        Futuros historiadores verão estes voos pioneiros através do sistema solar como alguns das mais notáveis realizações do séc. XX.

 

Fonte: http://www.solarviews.com/portug/histintr.htm

publicado por bibliocentro às 10:17
sinto-me:

04
Mar 11

Os alunos do 8.ºE, a pedido do Professor Paulo Silva, realizaram pesquisas sobre o Prémio Nobel da Paz, a sua importância e alguns dos galardoados mais emblemáticos. Com base nessas pesquisas, realizaram cartazes, que estiveram expostos na nossa Biblioteca e permitiram à comunidade educativa aprender um pouco mais sobre o tema.

 

fotos 001

 

O magnata da indústria norueguesa Alfred Nobel (1833-1896), inventor da dinamite, é o homem por detrás do Prémio Nobel da Paz. Na altura da sua morte, o império de Nobel era composto por uma rede de quase cem fábricas e ele era um dos homens mais ricos do mundo. Solteiro e sem filhos, Nobel elaborou um testamento que estipulava que as suas fábricas deveriam ser vendidas e as receitas investidas num fundo. O interesse do fundo era que todos os anos fosse distribuído «por aqueles que, durante o ano anterior, tenham dotado a humanidade de maiores benefícios».

 

 

fotos 004
publicado por bibliocentro às 10:39
sinto-me:

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
18
19

20
26

27
29
30
31


logotipo
à procura do tempo perdido
António Aleixo
E vós que do vosso império prometeis um mundo novo calai-vos que pode o povo q`rer um mundo novo a sério.
visitas
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO