BIBLIOTECA DA ESCOLA DE MONTE GORDO

06
Out 11

        Tranströmer iniciou-se na poesia aos 23 anos de idade, sendo o seu primeiro livro intitulado "17 dikter" ("17 poemas"). A maior parte da sua obra é escrita em verso livre, embora também tenha feito experiências com linguagem métrica.

        O autor sueco nascido em 1931 recebeu já inúmeros prémios literários, entre os quais o Prémio Literário do Conselho Nórdico (1990).

 

 

DESDE A MONTANHA

 

 Estou na montanha e vejo a enseada.

Os barcos descansam sobre a superfície do verão.

«Somos sonâmbulos. Luas vagabundas.»

Isso dizem as velas brancas.

 

«Deslizamos por uma casa adormecida.

Abrimos as portas lentamente.

Assomamo-nos à liberdade.»

Isso dizem as velas brancas.

 

Um dia vi navegar os desejos do mundo.

Todos, no mesmo rumo – uma só frota.

«Agora estamos dispersos. Séquito de ninguém.»

Isso dizem as velas brancas.

 

(1962)

tradução do sueco de Roberto Mascaro e Francisco Uriz), editado pela colecção de poesia Hiperión (Madrid, 1992)

 

Fonte: Livraria Bertrand

publicado por bibliocentro às 14:53
sinto-me:

Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30


António Aleixo
E vós que do vosso império prometeis um mundo novo calai-vos que pode o povo q`rer um mundo novo a sério.
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO